Jovens

Adolescentes e jovens de 15 a 24 anos e 11 meses podem participar do Serviço de Convivência e Fortalecimentos de Vínculos (SCFV) e dos Centros de Convivência Inclusivos e Intergeracionais (CCII).
Priorizamos o atendimento aos adolescentes e jovens da região norte do município de Campinas, referenciados pelo Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) (PAIF)/ DAS e por outros serviços de rede socioassistencal, ou órgãos e políticas públicas (saúde, educação e outros) e advindos de articulação intersetorial. Também atendemos adolescentes e jovens que busquem diretamente nossos serviços, ou que venham encaminhados pela Proteção Social Especial, órgãos de defesa/sistema de garantia de direitos e alta complexidade, em especial:

Adolescentes pertencentes às famílias beneficiárias de programas de transferência de renda;

Adolescentes egressos de medida socioeducativa de internação ou em cumprimento de outras medidas socioeducativas em meio aberto;

Adolescentes em cumprimento ou egressos de medida de proteção do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA, 1990);

Adolescentes do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) ou adolescentes egressos ou vinculados a programas de combate à violência e ao abuso e à exploração sexual;

Adolescentes de famílias com perfil de programas de transferência de renda;
Adolescentes com deficiência, em especial beneficiários do BPC;

Adolescentes fora da escola.

Entre em contato e saiba mais

ee-jovens
ee-jovens-scfv

Objetivos do SCFV/ CCII

Favorecer o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, através de encontros entre a família, entidade e usuários, visando o fortalecimento das relações sociais, afetivas, solidárias e respeito mútuo;

Propiciar aos usuários acesso aos serviços socioassistenciais e benefícios oferecidos pelas políticas públicas nas áreas de assistência social, saúde, educação, segurança, mercado de trabalho e associação de bairros;

Cadastrar usuários e famílias nos programas socioassistenciais, principalmente no referenciamento e contrarreferenciamento dos Equipamentos Públicos (CRAS);

Proporcionar atividades artísticas e culturais que estimulem o desenvolvimento de potencialidades, habilidades, talentos, capacidade física e motora, expressão e cultura corporal;

Oportunizar a vivência de atividades esportivas visando desenvolvimento físico, interação, hábitos saudáveis, senso de responsabilidade social e manutenção da saúde;

Desenvolver jogos que estimulem o senso de cooperação, respeito mútuo, capacidade cognitiva e responsabilidade social;

Promover a inclusão e a permanência do usuário no sistema de ensino formal;

Incentivar a autonomia consciente e autoestima capacitando o participante em seus comportamentos e atitudes. Trabalhar com valores pessoais positivos com respeito à vida, comprometimento e responsabilidade.

Proporcionar atividades esportivas, culturais e de lazer aos usuários e promover ações de preservação do meio ambiente;

Despertar iniciativa e motivação para práticas profissionalizantes através das vivências nas oficinas socioeducativas, incitando os adolescentes a definir sua área de aptidão;

Centros de Convivência Inclusivos e Intergeracionais (CCII)

Realizada em parceria à SMCAIS (Secretaria Municipal de Cidadania de Assistência e Inclusão Social), tem por objetivo fortalecer as relações familiares e comunitárias, além de promover a integração e a troca de experiências entre os participantes, valorizando o sentido de vida coletiva, contribuindo para o desenvolvimento da autonomia, de sociabilidades, prevenindo situações de vulnerabilidades e risco social.

Para participar das atividades do Educandário Eurípedes, jovens devem ter até 59 anos e 11 meses. Priorizamos o atendimento aos moradores da região norte do município de Campinas, referenciados pelo Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), usuários referenciados pelos CRAS (PAIF)/DAS, referenciamento de outros serviços da rede socioassistencial e das demais políticas públicas (saúde, educação e outros), articulação intersetorial, demanda espontânea, busca ativa, encaminhamentos da Proteção Social Especial, órgãos de defesa/sistema de garantia de direitos e alta complexidade, em especial:

jovens pertencentes a famílias beneficiárias de programas de transferências de renda;

jovens em situação de isolamento;

jovens com vivência de violência e/ou negligência;

jovens com defasagem escolar;

jovens em situação de acolhimento;

jovens (as) vítimas e/ou vinculados a programas de combate à violência sexual;

jovens em situação de rua;

jovens em situação de vulnerabilidade em consequência de deficiências.

ee-adultos
ee-adultos-ccii

Objetivos das Oficinas Socioeducativas do CCII:

Estimular o protagonismo, através do acesso à informação sobre direitos de cidadania;

Fomentar a participação dos usuários no controle social do SUAS – Sistema Único de Assistência Social;

Assegurar espaços de referência para o convívio familiar, grupal, comunitário e social e o desenvolvimento de relações de afetividade, solidariedade e respeito mútuo;

Contribuir para a inserção, reinserção e permanência no sistema educacional;
Possibilitar o reconhecimento do trabalho e da educação como direitos de cidadania e desenvolver conhecimentos sobre o mundo do trabalho e competências específicas básicas;

Possibilitar a ampliação do universo informacional, artístico e cultural dos jovens e adultos, bem como estimular o desenvolvimento de potencialidades para novos projetos de vida, propiciar sua formação cidadã e vivências para o alcance de autonomia, detectar necessidades, motivações, habilidades e talentos;

Favorecer o desenvolvimento de atividades Intergeracionais, propiciando trocas de experiências e vivências, de modo a prevenir a segregação dos idosos e combater o preconceito, fortalecendo o respeito, a solidariedade e os vínculos familiares e comunitários.