História

O Centro Espírita Allan Kardec é fruto do encontro casual entre Gustavo Marcondes e Servílio Marrone na praça Carlos Gomes, no centro de Campinas. Numa manhã de domingo, estavam sentados no mesmo banco quando perceberam que ambos tinham livros sobre o espiritismo em mãos e resolveram conversar.

O encontro é retratado em detalhes no livro “Encontro Marcado”, da editora Allan Kardec. 

Durante a leitura, é possível se imaginar pelas ruas de Campinas desde o início do século XX, num resgate histórico, econômico e cultural da época.

Foi deste encontro (para alguns casual, para outros previsto) que floresceu a vontade de fundar um Centro Espírita para estudo e divulgação da doutrina. Reunidos a outros colegas, fundaram o Centro Espírita Allan Kardec, em 15 de setembro de 1938.

A primeira sede era um salão alugado na Rua Conceição, n º 219, onde também foi instalado o Instituto Popular Humberto de Campos (IPHC), que foi anexado ao Centro como o primeiro departamento assistencial.

encontro-marcado
mockup-educandario

Enquanto no CEAK eram realizados o estudo e divulgação do espiritismo por meio de palestras (inclusive com a colaboração de conferencistas de outras cidades) evangelização da infância, estudos da Doutrina e Evangelho para os jovens (União da Juventude Espírita), trabalhos mediúnicos e a formação de bibliotecas para crianças e adultos, no IPHC era realizada a educação de jovens e crianças em um jardim de infância, algo incomum para a época.

Em 31 de março de 1943, a diretoria do CEAK decide ampliar os serviços assistenciais do Centro. O próximo departamento seria um lar para meninos órfãos ou abandonados, o Educandário Eurípedes.

Tal desejo foi colocado como plano futuro. Em primeiro lugar vinha a necessidade e o sonho da sede própria. Primeiramente foi adquirido o terreno e em seguida iniciou-se a busca de recursos para a construção do prédio que abrigaria o IPHC e CEAK.

A pedra fundamental data de 1 de maio de 1944, mas a primeira etapa do prédio foi inaugurada somente em 1949, exatamente cinco anos depois. No térreo foi instalado o IPHC e no ano seguinte, o CEAK ocupou o primeiro andar.

Somente após a conclusão dessa etapa, iniciaram-se as campanhas para a construção e instalação do Educandário. Foi uma luta de mais de uma década, até que em setembro de 1962, o Educandário Eurípedes era inaugurado.

 Outras duas instituições foram criadas para ampliar as atividades assistenciais e levar a missão social do CEAK a um número maior de pessoas. Em 22 de fevereiro de 1976, o Lar dos Quinze Irmãos, no Distrito de Sousas, foi inaugurado com a finalidade de abrigar crianças órfãs ou abandonadas do sexo masculino, na faixa etária de zero a três anos.

mockup_iphc

Três anos depois, era fundada a Casa de Apoio à Vida – CAVI, no Centro de Campinas, voltada à assistência social e orientação socioeducativa de gestantes carentes (jovens e adultas) e suas famílias, idealizado pela Mocidade Espírita Allan Kardec (MEAK).

Em 1990, o Lar dos Quinze Irmãos foi transformado em creche para atender crianças carentes na faixa etária de três a cinco anos. A partir de 1 de janeiro de 2000, após reforma e ampliação, teve seu nome alterado para Creche Gustavo Marcondes, em homenagem ao fundador do CEAK. O nome permanece até os dias atuais, mas em 2014, a creche foi homologada pela Prefeitura Municipal de Campinas como unidade educacional.

mockup_cavi
mockup_cgm

O mais recente entre os endereços de atendimento da entidade é o Núcleo “Alvorada de Cristo”, inaugurado em 31 de agosto de 1996, localizado na Rua do Professor, 292, no Jardim Proença, em Campinas. A princípio, o local recebia somente as atividades mediúnicas, preleção evangélica, passes ao público e reuniões mediúnicas privativas. Hoje, o Núcleo “Alvorada de Cristo” reúne uma série de atividades, baseadas na Doutrina Espírita, para atendimento e suporte à comunidade. Conheça AQUI.

Para dar suporte a todo o trabalho assistencial do CEAK e seus departamentos, a instituição conta com fontes variadas de recursos como doações, eventos, bazares e campanhas de arrecadação. Além dessas fontes, o CEAK possui dois departamentos de cunho comercial, responsáveis por grande parte dos recursos para manutenção das atividades, são a Panificadora Bambini, inaugurada em 1974, e a Editora Allan Kardec, fundada em 1999, ambos anexos ao prédio do Educandário Eurípedes, no bairro Vila Nova.