Panetone inova para conquistar cliente

panetone-8134136

A procura pelos doces típicos das ceias de Natal, panetones e chocotones, cresce nesta época do ano, e as empresas têm buscado inovar suas receitas para conquistar novos clientes. Entre as novidades, estão as receitas veganas, sem glúten, recheados com doces famosos e até salgados.

O panetone é uma massa de pão doce recheada com frutas secas, como uva passa e frutas cristalizadas, e tem uma fragrância marcante de baunilha. Sua origem é desconhecida, e existem apenas lendas e especulações sobre sua história, porém, todas elas iniciam em Milão, na Itália. Uma das lendas sugere que a sobremesa foi inventada por um padeiro chamado Toni, que, apaixonado pela filha de seu chefe, inventou a massa com frutas para impressionar a moça e seu pai. A massa fez sucesso e os fregueses passaram a pedir com frequência o pão do Toni, ou “pani de Toni”, que evoluiu até se tornar o “panetone”.

Com o aumento da procura por alimentos de origem vegana, a VegVida, de Campinas, criou uma linha de panetones com esse atrativo, e têm surtido efeito nas vendas. Criada pelas sócias Mariah Burnier, de 29 anos, gastrônoma, e Renata Ocataviani, de 39 anos, especialista em receitas veganas, a VegVida surgiu de um blog criado por Renata em 2005, e a parceria das duas começou em 2012. O cardápio variado oferece opções doces e salgadas, e até mesmo uma ceia de Natal vegana, que é feita apenas sob encomenda.

A VegVida oferece panetones e chocotones recheados com paçoca, goiabada cremosa, trufa e trufa com paçoca. “Para as opções de chocolate nós usamos o meio amargo, sem leite”, informou Mariah. Entretanto, ela ressalta que os produtos contêm glúten, já que a farinha de trigo é usada. “Não usamos nenhum produto de origem animal”, ressalta ela.

A Ol’Mac Excelência em Chocolates criou mais uma alternativa ao alimento típico das festas de Natal. A empresa, criada por Janaína Machado e seu marido, ambos engenheiros civis, tem como carro chefe o brownie, bolo geralmente servido em pedaços pequenos com nozes ou castanhas, e procurou unir o panetone à especialidade da cada. “O público sugeriu que usássemos o brownie como recheio para o panetone, e nós decidimos tentar. Tem feito bastante sucesso e vendido bastante”, diz Janaína. Porém, a grande novidade da Ol’Mac são os panetones salgados, feitos como alternativa para a ceia. Os panetones salgados são vendidos nos sabores populares, como presunto e queijo e frango com catupiry, além de calabresa com provolone e três queijos. “A novidade tem sido bem aceita pelos clientes”, comemora Janaína.

O aumento nas vendas dos panetones e chocotones da Bambini, panificadora do Centro Espírita Alan Kardec (Ceak), aumenta a arrecadação do centro que, atualmente, ajuda 1.500 famílias de Campinas. A panificadora produz as sobremesas durante todo o ano, porém, em meados de outubro, separa um setor da fábrica apenas para a confecção da demanda natalina. “Às vezes, temos dificuldade para atender aos pedidos do cliente”, diz Feliciano Campos, de 72 anos, membro do comitê gestor da Bambini. “A procura é grande por causa dos nossos preços baixos e da nossa alta qualidade”, justifica Campos.

A produção de panetones e de chocotones nas festas de final de ano é intensa, e incrementa a renda do centro espírita. “Ano que vem, o Ceak faz 80 anos, sempre tendo como principal função ajudar as pessoas que passam por necessidade. E a Bambini tem grande participação nisso, principalmente com a venda das sobremesas de natal”, diz Campos.

Matéria Veiculada no Canal Conectado do Jornal Correio Popular

CEAK

2 thoughts on “Panetone inova para conquistar cliente

  1. Pedro Roberto Gavioli says:

    Bom dia desejo comprar seus panetones para revender. pois já conheço a vários anos. eu pegava para revender para ajudar um amigo de Piracicaba chamado Higino.
    ele desencadeou e eu tenho interesse nos panetones. gostaria de comprar 20 caixas. poderia me ligar ou por e_ mail entrar em contato comigo me chá no Pedro 15 996959070. grato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *