Grito Trans

Consta na Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais (BRASIL, 2009) que o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) tem, dentre os objetivos gerais, “Oportunizar o acesso às informações sobre direitos e sobre participação cidadã, estimulando o desenvolvimento do protagonismo dos usuários” e “Favorecer o desenvolvimento de atividades intergeracionais, propiciando trocas de experiências e vivências, fortalecendo o respeito, a solidariedade e os vínculos familiares e comunitários”.

O SCFV Centro de Convivência Inclusivo e Intergeracional – CCII CEAK Educandário Eurípedes, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Pessoa com Deficiência de Campinas, tem por objetivo:

Fortalecer as relações familiares e comunitárias, além de promover a integração e a troca de experiências entre os participantes, valorizando o sentido de vida coletiva, contribuindo para o desenvolvimento da autonomia, preparando para o mundo do trabalho, ampliando e fortalecendo os vínculos em seu convívio social adequado, prevenindo situações de vulnerabilidades e risco social.

A efetivação destes objetivos acontece na realização dos atendimentos e das atividades do CCII CEAK EE, com o apoio da Coordenação Técnica, Equipe Técnica, composta por Assistente Social, Pedagoga e Psicóloga, dos Educadores Socais e Apoio Administrativo. Resultado deste trabalho é a Oficina Grito Trans criada pela participante do CCII CEAK EE, Karen da Silva.

Como surgir a Oficina Grito Trans a partir do relato da Karen da Silva.

No dia 28 de junho de 2022, no CCII CEAK Educandário Eurípedes, foi apresentado nas oficinas do CCII uma dinâmica diferenciada com os jovens. A dinâmica foi sobre a comunidade LGBTQIAPN+. A educadora Thaynara, o educador Marcos e eu, a Karen educanda, elaboramos esse tão importante projeto. Para mim, Karen, foi uma experiência incrível, única, fantástica, por permitirem mostrar minha existência, essência, e resistência para com a comunidade. Apresentar essa oficina, para mim, foi um grito à liberdade de expressão, que carrego comigo, dentro do meu peito. Fico muito grata por essa oportunidade dada a mim e aos educadores do Educandário Eurípedes, que tanto contribuíram comigo neste projeto. Pensando nesse projeto especial que deu voz, foi então que chamei esse projeto de Grito Trans, que serve para dar voz a mim e a comunidade LGBTQIAPN+.

No dia 06/09/2022 a Karen foi convida a desenvolver a oficina junto com a equipe da Área de Assistência Social do CEAK Educandário Eurípedes.

Promover o empoderamento dos/das participantes do CCII CEAK Educandário Eurípedes, possibilitando a emancipação individual, o reconhecimento social, o fortalecimento de vínculos e a garantia dos direitos.

Quer saber mais sobre as atividades do CCII CEAK Educandário Eurípedes? Entre em contato pelo e-mail contato.ee@ceak.org.br ou pelo WhatsApp (19) 99433.3657.


Responsável: Luiz Mendes / CCII CEAK Educandário Eurípedes

Projeto Mãos na Massa: Novas Turmas!

Iniciamos no dia 01 de setembro de 2022 as três novas turmas do Projeto Mãos na Massa. O Encontro Inicial tem como proposta acolher todos os participantes, apresentar o Projeto, realizar a acolhida, traçar as regras de convivência e fortalecer os vínculos, criando um ambiente de harmonia, coletividade e participante, envolvendo os adolescentes como protagonistas em sua atuação durante o projeto, contribuindo diretamente com o desenvolvimento e avaliação das atividades.

Estamos na reta final da realização do Projeto Mãos na Massa em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes – CMDCA Campinas e Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Prefeitura Municipal de Campinas.

O Projeto Mãos na Massa tem por objetivos:

  • Capacitar adolescentes e jovens na perspectiva da educação para e pelo trabalho, com competências de leitura de mundo, protagonismo e empreendedorismo desenvolvidas, para uma inserção diferenciada no mercado de trabalho;
  • Desenvolver competências básicas que permitam o apoio à fabricação de pães, bolos e similares, utilizando equipamentos em conformidade com normas e legislações sanitárias, ambientais, de segurança no trabalho e da qualidade, possibilitando a formação de um futuro profissional consciente, competente e qualificado;

Toda equipe está empolgada com as novas turmas! A realização do Projeto Mãos na Massa em conjunto com a família e os parceiros tem a oportunidade de promover cidadania, impulsionar os estudos, envolver os/as adoelscentes no processo de autoconhecimento e trabalhar as habilidades para à formação profissional.

Agradecemos a todos que estão envolvidos para a realização do projeto e efetivamente, com as mãos na massa!


Nome do evento: Projeto Mãos na Massa: Novas Turmas!

Responsável: Luiz Mendes / CEAK Educandário Eurípedes

Projeto Mãos na Massa: encerramento das turmas 3 e 4

Realizamos , no dia 02 de setembro de 2022, o encerramento das atividades das Turmas 3 e 4 do Projeto Mãos na Massa em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA Campinas e Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos.

Concluíram essa etapa 31 adolescentes que participaram das atividades voltadas a educação para e pelo trabalho e a capacitação de competências básicas que permitam o apoio à fabricação de pães, bolos e similares. Foi um dia muito importante para os/as adolescentes, famílias e equipe do Projeto Mãos na Massa.

Os resultados já vão surgindo…

Depoimento de Matheus Henrique Lopes de Faria (15 anos) –

“Na atividade online de quartas-feiras com o Alê sempre falamos bastante sobre vida e emprego e boa conduta. A mais deste dia foi a que eu mais gostei dentre as outras. Porque? Projeto de vida é uma coisa fácil de se fazer só falar sobre os seus sonhos e ninguém está nem aí más, só que com as aulas do Alexandre são diferentes, ele se preocupa com nós, ele quer saber e quer nos ajudar máximo possível. Hoje conversamos sobre daqui uns anos para frente e como estamos cuidando de nós e de nossa saúde, uma coisa muito pouco falada em escolas e também em muitas casas, é bom nós conversar sobre essas coisas e nós expressar com alguém que não irá nos julgar por nenhum ato ou escolha que fazemos. Talvez eu tenha gostado bastante da aula de hoje por causa de falarmos sobre a saúde, e eu ter recebido uma atenção maior do Ale, e ver a preocupação dele com relação as minhas escolhas alimentares, eu amo comer miojo e ele sabe bem disso, e sempre me fala sobre fazer um macarrão que fica muito melhor para mim e para minha saúde, ver alguém se importar com nós de uma tal maneira amigável e uma sensação que não a explicação. E por fim eu amei me ter um autoconhecimento maior do que eu já tinha e ver alguém se importar com isso e querer o meu bem cada dia mais, eu acho que o Alê deve me enxergar como um grande homem no futuro conquistando tudo o que sempre quis, dá para ter toda essa percepção, amo fazer projeto de vida com o Alê, receber conselhos da Alzira e aulas maravilhosas com a Sandra”

Depoimento Emilly Vitoria Moraes do Valle (17 anos) –

“Bom, agora estou em busca de fazer mais cursos na área de cozinha principalmente de padeiro, e cada vez mais me profissionalizar na área da alimentação. Aproveitem bem, tenha foco e força de vontade, se empenhe e aproveite cada segundo neste lugar maravilhoso porque quando menos se espera já está acabando, e este lugar nos traz oportunidades que você jamais imaginou. Bem, meu conselho é aproveite”.

Essas são algumas das conquistas do Projeto Mãos na Massa! Toda a equipe, em conjunto com adolescentes e famílias, agradece a instituição e aos parceiros que decidiram apoiar e colocar as mãos na massa para a garantia dos direitos e transformação pessoal, social e profissional de cada um que teve a oportunidade em participar do Projeto Mãos na Massa.

Conforme palavras de Paulo Edson, presidente do CEAK, o “encerramento das Turmas 3 e 4 do Projeto Mãos na Massa foi mais uma etapa vencida desse projeto, que vem se destacando nas atividades do Educandário junto aos jovens. Percebemos a transformação que se opera em cada um e a motivação e novos horizontes que se abrem para esses jovens. A presença de suas famílias no evento vem reforçar o papel transformador que o projeto realiza. Parabéns aos jovens e à equipe do Educandário pelo belo trabalho”
Paulo pontes – presidente do ceak

São depoimentos que mostram o quanto a parceria é fundamental para a construção de um mundo melhor!

Depoimento do Sr. Luciano Albino Borba, responsável pela adolescente Yasmin Yoshida Borba.

Obrigado pelo tempo que vocês tiveram em ensinar nossos filhos e reeducá-los a ter disciplina na cozinha seguindo com responsabilidade as receitas passadas por vocês em aula. Desde então a Yasmin tem sido mais organizada e atenciosa com as atividades em casa preparando desde umas guloseimas a uma refeição com qualidade. Gratidão!!! Não poderei ir na sexta-feira, sexta é o dia que eu mais trabalho. Mas fica o meu agradecimento por toda equipe envolvida no curso.

Depoimento da Sra. Alessandra Paula Fernandes, responsável pelo adolescente Matheus Fernandes da Silva.

Bom dia quero agradecer a todos envolvidos no Projeto Mãos na Massa, o Matheus melhorou muito depois que começou a fazer o curso passou a ser mais atencioso e demonstrar mais carinho comigo e com os irmãos passou a ser mais comprometido com as coisas muito obrigada a todos.

Depoimento da Sra. Alice Simoni da Silva, responsável pelo adolescente Gilson Batista da Silva Leite Junior.

Bom dia a todos, quero agradecer a equipe do Projeto Mãos na Massa pela oportunidade que proporcionou ao meu filho, de conhecimento e crescimento pessoal em especial a Alzi, Alexandre e Sandra que mais tiveram contato direto com ele e assim tiveram amor o suficiente para implantar dento dele mais que conhecimento técnico, respeito ao próximo, trabalho em equipe consciência de gratidão e demonstração de amor, afeto, dedicação a sua família, meu filho sempre teve isso dentro dele mas percebi que estava mais aflorado e evidente depois do curso. Alzi muitooo obrigada por tudo principalmente pelo amor que você dedica a essas crianças tenho certeza que assim como eu todas as mães receberam de volta filhos muito mais amorosos após o curso gratidão

Depoimento Sra. Miriam Pereira do Espirito Santo, responsável pela adolescente Sabrina da Conceição do Espirito Santo.

Boa tarde Dna Alzira!!! Ontem no encerramento foi muito prazeroso estar com todos vcs, em vê o carinho com nossos filhos, o cuidado em ensinar em dar o melhor para cada um, eu só tenho a agradecer por tudo a equipe são top, amo cada um, amo o trabalho do Educandário, todos educados e muito respeitosos com os pais e os filhos. Parabéns a todos que fizeram parte desse projeto, a Sabrina simplesmente amou…

Depoimento da Sra. Isabela Politti, responsável pela adolescente Sarah Maria Calamo Politti.

A família Politti agradece de coração o trabalho sério que o Educandário realiza há tantos anos, cuidando das crianças e jovens com aprendizado, amor e respeito! Nosso agradecimento sincero.

Confira como foi o encerramento:

Quer saber mais sobre o Projeto Mãos na Massa? Entre em contato pelo e-mail contato.ee@ceak.org.br.

Projeto Mãos na Massa – Confira a nova turma!

Iniciamos no mês de abril de 2022 duas novas turmas do Projeto Mãos na Massa, as Turmas 3 e 4 com 52 adolescentes inscritos, com a realização do Encontro Inicial nos dias 01 e 08/04/22.

O Projeto Mãos na Massa tem por objetivos:

  • Capacitar adolescentes e jovens na perspectiva da educação para e pelo trabalho, com competências de leitura de mundo, protagonismo e empreendedorismo desenvolvidas, para uma inserção diferenciada no mercado de trabalho;
  • Desenvolver competências básicas que permitam o apoio à fabricação de pães, bolos e similares, utilizando equipamentos em conformidade com normas e legislações sanitárias, ambientais, de segurança no trabalho e da qualidade, possibilitando a formação de um futuro profissional consciente, competente e qualificado;

Em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA Campinas e a Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e Pessoa com Deficiência da Prefeitura Municipal de Campinas, iniciamos com alegria essa nova fase.

Após o processo de divulgação e inscrição, as e os adolescentes começam neste mês a colocar as mãos na massa. As atividades acontecerão as quartas e sextas-feiras, com o desenvolvimento de atividades socioeducativas sobre ética, protagonismo social, mundo do trabalho e empreendedorismo, na modalidade virtual, e atividades para aprendizagem prática, na modalidade presencial.

Com a realização do Projeto Mãos na Massa, os adolescentes, em conjunto com a família e a equipe do CEAK EE, têm a oportunidade de promover cidadania, impulsionar os estudos, envolver a família no processo de autoconhecimento e trabalhar as habilidades para à formação profissional.

Agradecemos a todos que estão envolvidos para a realização do projeto e efetivamente, com as mãos na massa!

Nome do evento: Projeto Mãos na Massa: Novas Turmas! – Responsável: Luiz Mendes / CEAK Educandário Eurípedes.

Atividades Presenciais 2022

Salve galera!! Firmeza?

Meu nome é Marcos e acabei de chegar aqui no Educandário Eurípedes - CEAK para trabalhar como Educador Social no Centro de Convivência Inclusivo e Intergeracional (CCII). Nessas três semanas iniciais pude conhecer a equipe e parte da galera que participa das atividades. Já realizei algumas oficinas e estou curtindo muito!

Neste momento estou responsável por duas oficinas:

  • “Mundo do Trabalho”, que vai tratar de questões ligadas à vida profissional, emprego e renda, sonhos e projeto de vida;
  • “Pega a Visão”, onde serão abordadas temáticas transversais sobre cultura, sociedade, cidadania, comunicação, meio ambiente, dentre outras, sempre de forma criativa e lúdica.

Aguardo vocês para nossas atividades presenciais (que seguem os protocolos de segurança) e espero poder trocar muito conhecimento com todas e todos!!

Até breve!!

Nome do evento: Atividade Virtual 07 CCII – Atividades Presenciais 2022 – Responsável: Marcos L. Chabes / CCII CEAK Educandário Eurípedes.

Retorno das Atividades Presenciais

Bom dia, boa tarde ou boa noite, Pessoal. Vai depender da hora que vocês estarão lendo este blog, mas já deixo aqui meus cumprimentos.

Prazer! Me chamo Thaynara, sou Educadora Social e atuo na área esportiva.

Iniciei no CCII CEAK Educandário Eurípedes no mês de fevereiro para as oficinas de esportes. Os objetivos específicos são de oferecer práticas esportivas estimulando os jovens a manter uma interação efetiva que contribua para o seu desenvolvimento integral. Dividimos nossa semana para contemplar a prática esportiva em todas as modalidades dessa forma:

Terças-feiras, teremos a oficina de jogos de raciocínio e lógica, onde o pensamento rápido e a criatividade será nosso maior aliado.

Às quartas-feiras acontecerá a nossa tão esperada oficina de esportes. Teremos contatos com fundamentos básicos dos esportes considerados convencionais como: vôlei, basquete e futebol e os esportes não convencionais como: Flag Football e base 4.

Às quintas-feiras vamos direcionar as oficinas para o público de adultos e idosos com ginásticas e movimentos corporais. Assim, manteremos o bem-estar físico e um momento de lazer.

Aguardamos a vinda de vocês! Será muito bom contar com a presença de vocês seguindo todos os protocolos.

Até mais!

Retorno das Atividades Presencias – TEMOS NOVIDADES!

Salve galera!

Aqui é Ozzi, educador social! Como boa parte de vocês sabem estou como responsável pelas oficinas de dança. Com nosso retorno presencial no final do ano passado (seguindo todos os protocolos de segurança), estamos trabalhando para oferecer oficinas cada vez mais proveitosas, envolventes e interativas.

Para 2022 vamos trabalhar especificamente três oficinas.

  • A primeira delas, “Expressões Artísticas”, que acontece às terças-feiras, e tem como proposta o desenvolvimento, sobretudo, das artes visuais: pintura, desenho, escultura, artesanatos, entre outras.
  • Quarta-feira temos uma novidade insana: é o projeto “Arte Urbana”, composto por todo o time de educadores que vai trabalhar o universo das artes periféricas, como Rap, Grafite e Funk.
  • Às quintas-feiras convido vocês para oficina de “Danças Urbanas” que trabalhará não só Hip Hop, mas várias outras linguagens das danças que surgiram nos centros urbanos e comunidades, além de iniciarmos oficinas de dança exclusivamente para adultos.

Com tantas novidades, se programem e se preparem para esse ano de muita produção, aprendizado e trocas enriquecedoras!

Até lá!

Atividade Virtual 05 CCII –  Responsável: Ozieliton Santos / CCII Educandário Eurípedes.

Arte Viva

Bom dia, boa tarde, boa noite! Espero que todos estejam bem!

Vamos a nossa indicação do blog?

Hoje, vamos trazer o convite para prestigiar a exposição “Arte viva” que está acontecendo no museu do serviço de saúde Cândido Ferreira, do dia 12/12 até 28/01 das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. Basta agendar sua visita pelo e-mail museu.candido@candido.org.br.

Um tesouro campineiro que estava sendo guardado foi aberto e compartilhado com a população. O rico acervo que traz à tona quase 100 anos de história do Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira e sua relevância nacional nos campos da psiquiatria e da saúde mental estão presentes na exposição “Arte Viva”, que foi aberta ao público no dia 10 de dezembro, no Museu Vivo Cândido Ferreira, no Distrito de Sousas, com entrada gratuita.

A exposição, com curadoria da artista plástica e performer Cecília Stelini, é resultado de um minucioso trabalho de estruturação do acervo de aproximadamente 22 mil itens museológicos do Museu Vivo, que inclui objetos de artes, objetos de valor histórico e documentos audiovisuais, entre fotografias e vídeos.

Mais sobre a exposição

A mostra tem quatro salas, sendo que três delas são antigos quartos fortes da época em que a instituição era denominada como hospital psiquiátrico. Uma sala foi reservada para o público ter acesso a uma mostra de obras do acervo artístico com peças e quadros criados por pacientes do Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira. Em outro espaço, a reprodução do ambiente utilizando objetos históricos do local e o terceiro quarto traz uma exposição audiovisual com fotos artísticas da instituição.

No hall de entrada, o espaço foi todo envolvido com uma exposição coletiva de cartazes lambe-lambe produzidos durante o segundo semestre de 2021 por pessoas da comunidade do Museu Vivo Cândido Ferreira, como atendidos, funcionários, voluntários e artistas parceiros com a proposta de trazer a produção atual de arte na instituição.

Do extenso acervo, 500 itens foram selecionados e estão disponíveis em plataforma virtual para o acesso do público em geral por meio do link museu vivo.cândido.org.br.

“Vale destacar o valor artístico das obras produzidas por usuários do Serviço de Saúde, que hoje integram o acervo do Museu Vivo. Dezenas de artistas já participaram de exposições, salões e concursos de arte fora do contexto terapêutico, tendo recebido prêmios, além de reconhecimento e visibilidade nacional e internacional. A organização do acervo e sua disponibilização para pesquisas no campo da arte propiciará a ampliação da circulação dessas obras, bem como do reconhecimento de seu valor artístico e de seus autores”, pontua a gestora Gal de Sordi.

Museu Vivo Cândido Ferreira

O Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira é uma instituição filantrópica de saúde mental inaugurada em 1924, no distrito de Sousas, em Campinas. As inúmeras atividades no campo da saúde, da convivência da diversidade humana e da cultura, desenvolvidas como processos terapêuticos e de inclusão social, resultaram na produção continuada de um variado e rico acervo que estão hoje no Museu Vivo Cândido Ferreira, que integra a história da saúde mental no país. A sua sede, localizada em área de proteção ambiental do município, conta, ainda, com dois edifícios tombados pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas – Condepacc.

O acervo congrega artistas periféricos e acadêmicos, da cultura popular e das galerias de arte, passando por movimentos como a arte postal e o grafitti, e manifestações como o carnaval e a capoeira. Essa comunidade produtora de uma cultura crítica, inclusiva e afetiva, estende-se para além da cidade de Campinas, alcançando laços regionais e nacionais.

Serviço:

Exposição “Arte Viva” – Museu Vivo Cândido Ferreira

Local:  Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira. Rua Antônio Prado, 430, distrito de Sousas – Campinas

Espero que estejam bem!

Até a próxima!

Nome do evento: Atividade Virtual 04 CCII –  Arte viva – Responsáveis: Adrielli Melges / Equipe CCII – Educandário Eurípedes

Projeto Verão Cultural

Bom dia, boa tarde, boa noite! Espero que todos estejam bem!

Vamos a nossa indicação do blog?

Hoje, temos indicações de algumas oficinas e minicursos gratuitos que acontecem em diversos espaços públicos da cidade, voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos. Os interessados têm que se inscrever através do portal https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/editais/2022-projeto-verao-cultural

O projeto Verão Cultural oferecerá mais de 2 mil vagas distribuídas em diversos tipos de oficinas como capoeira, dança (diversos estilos), desenho, fotografia, grafite, música, pintura, teatro, xilogravura e outras. O principal objetivo é proporcionar ao público-alvo uma experiência cultural e artística.

As oficinas serão ministradas como forma de contrapartida social, por pessoas e espaços que foram contemplados no Inciso II da Lei Aldir Blanc.

Algumas atividades já aconteceram ou iniciaram, mas ainda existem muitas oficinas que acontecem até o mês de março em todas as regiões de Campinas.

Confira algumas das oficinas que estão com inscrições abertas:

Minicurso de criação de história RPG – CIA Brevíssima Produções – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-minicurso-criacao-historia-rpg-cia-brevissima-producoes

Minicurso de Desenho On line – Marcelo Moscheta – Ateliê 8 – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-minicurso-desenho-line-marcelo-mocheta-atelie-8

Minicurso de Teatro – Juliana Pablos Caligaris – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-minicurso-teatro-juliana-pablos-caligaris-estrutura-da-consciencia-ate-meados-da-idade-media

Oficina de Capoeira – Semente do Jogo de Angola Núcleo Cedéga – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-oficina-capoeira-semente-do-jogo-angola-nucleo-cedega

Oficina de Construção de Câmera Obscura – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-oficina-construcao-camera-obscura

Oficina de Dança Criativa – Espaço Paiol Arte e Cultura – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-oficina-danca-criativa-espaco-paiol-arte-cultura

Oficina de Dança do Ventre – ORIENTAL ÁRABE – Crys Franchi – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-oficina-danca-do-ventre-oriental-arabe-crys-franchi

Oficina de Dança e Jogos Teatrais – Instituto das Artes Luana Lopes – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-oficina-danca-jogos-teatrais-instituto-das-artes-luana-lopes

Oficina de Dança – Kraft Ballet – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-oficina-danca-kraft-ballet

Oficina de Desenho Básico – OTAKU NO IE – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-oficina-desenho-basico-otaku-no-ie

Oficina de Fotografia – Passeio Fotográfico – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-oficina-fotografia-passeio-fotografico

Oficina de Teatro Musical – Estúdio Broadway – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-oficina-teatro-musical-estudio-broadway

Oficina de Transformação – Tipo Produções – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-oficina-transformacao-tipo-producoes

Oficina de Xilogravura – XILOMÓVEL – https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/2022-oficina-xilogravura-xilomovel

Muitas oficinas ainda serão divulgadas, por isso fique atento em https://portalcultura.campinas.sp.gov.br/editais/2022-projeto-verao-cultural

Será necessário apresentar a carteirinha de vacinação contra a COVID-19 e a utilização de máscara para participar das oficinas.

Mais informações no telefone (19) 2116-0518 com Guilherme Weiss

Espero que estejam bem e que se inscrevam!

Até a próxima!

Nome do evento: Atividade Virtual 3 CCII –  Projeto Verão Cultural

Responsáveis: Adrielli Melges / Equipe CCII – Educandário Eurípedes

Sem ARte sufoca

Bom dia, boa tarde, boa noite! Espero que todos estejam bem!

Vamos a nossa indicação do blog?

Hoje a dica é visitar a exposição “Criar, Fazer, Viver”,  que leva um  repertório visual de diferentes regiões do Brasil ao Sesi Amoreiras.
Então, já vai se arrumar pra entrar nessa imersão gratuita! Vamos lá?

O teatro do Sesi Amoreiras recebe, a partir do dia 17 de dezembro, a exposição “Criar, Fazer, Viver”, que traz para o Espaço Galeria 53 obras de arte indígena, peças da cultura caipira e cabocla, e de tradições de matrizes africanas.

O público poderá conferir a mostra até dia 19 de fevereiro de 2022, de terça a sábado. A entrada é gratuita, mas é necessário realizar agendamento prévio de visitas pelo sistema Meu Sesi.

“Criar, Fazer, Viver” é uma oportunidade de ampliar o acesso do público à cultura popular e ao repertório visual tradicional de regiões distintas do país. Os bens culturais expostos – em tela, papel, barro ou madeira – documentam poéticas das mais variadas, confirmando a diversidade de referências e a potência instintiva do povo brasileiro”, ressalta a curadora da exposição, Vera Cardim.

As criações fazem parte do acervo do Museu das Culturas Brasileiras, pertencente ao Departamento de Museus da Secretaria Municipal de Cultura da Cidade de São Paulo, instituição referência em pesquisa e difusão do patrimônio cultural, material e imaterial, do povo brasileiro.

Destaque para o módulo que apresenta objetos do universo dos povos indígenas do norte do Pará e do Amapá Wajãpi, Tiriyó, Aparaí, Wayama, Palikur e Galibi Marworno, em especial três bonecas Karajá da região do Araguaia, no estado do Mato Grosso, coletadas na década de 1960 pelo pesquisador e escritor José Mauro de Vasconcelos.

Outro destaque são as obras de nomes reconhecidos no mercado das artes, como os pernambucanos Mestre Galdino e Mestre Vitalino, nomes fundamentais para a história da arte popular brasileira, e o mineiro José Valentim Rosa, com seus trabalhos em madeira, além de Maria Lira e Ulisses, com suas peças de cerâmica. Estão expostas também duas obras de Zé do Chalé, descendente do povo indígena Xocó, em Sergipe, as inconfundíveis máscaras de Ciça, e as cerâmicas da Mestra Irinéia, reconhecida em 2005 como patrimônio vivo no estado de Alagoas e de Juazeiro do Norte, no Ceará. Dois artistas paulistas também marcam presença na mostra: de Assis, Ranchinho, com suas pinturas, e de Araraquara, esculturas de madeira de Mestre Dito. “Este último, pouco conhecido e não citado no mundo do mercado de arte, foi incluído na exposição como uma ilustração dos limites entre o reconhecimento público e a quase marginalização em que o artista popular muitas vezes se encontra”, comenta a curadora.

Para mais informações da Exposição “Criar, Fazer, Viver”

WhatsApp (19) 99642-1499 ou (19) 3772-4100

Espero que estejam bem!

Até a próxima!

Nome do evento: Atividade Virtual 02 CCII –  Sem ARte sufoca

Responsáveis: Adrielli Melges / Equipe CCII – Educandário Eurípedes